Cidades e soluções: Israel e Nasa criam “forma ecológica e rápida” de transporte público


Um projeto-piloto feito em colaboração com a Nasa (agência espacial americana) deve levar às ruas de Tel-Aviv, em Israel, um trem aéreo elétrico, com trilhos de alumínio, que está sendo promovido como uma “forma ecológica e rápida” de facilitar o transporte público. O prefeito Ron Huldai afirmou que o chamado “trem aéreo” terá uma primeira fase com uma linha de 7 km, perto do porto (norte da cidade), concluída em dois anos.

Os veículos poderão alcançar uma velocidade de 240 km/h e “voarão” em uma altura de 7 metros, presos sob trilhos suspensos no ar. O sistema será movido a eletricidade, parte da qual será “produzida pelo próprio sistema”, explicou Jerry Senders, diretor da empresa Skytran, responsável pela tecnologia. Segundo ele, dentro de cada veículo haverá um “motor linear” que será movido por um misto de eletricidade e ondas magnéticas. “A principal inovação do projeto é o movimento por intermédio de ondas magnéticas, e essa é a contribuição tecnológica da Nasa. “Não haverá atrito entre o veículo e o trilho de alumínio já que, a partir do momento em que o veículo começar a se mover, se criará, por meio da onda magnética, uma especie de travesseiro de ar e cada bondinho navegará no ar”.
O único momento em que haverá atrito com o cabo de alumínio será quando o veículo parar nas estações. Para o especialista, “trata-se de uma maneira econômica, rápida e ecológica de resolver o problema do transporte público”, já que o projeto custará apenas US$ 6 milhões por cada quilômetro. Para efeitos comparativos, a prefeitura de Jerusalém concluiu recentemente a construção de um bonde que cruza a cidade, que durou 12 anos e custou mais de dez vezes o preço por quilômetro. E estima-se que o custo por quilômetro do metrô de São Paulo seja de US$ 60 milhões a US$ 100 milhões.
Os trilhos de alumínio do trem aéreo de Tel-Aviv serão erguidos entre postes, que também servirão como fonte de energia. “O sistema aproveitará ondas magnéticas que serão geradas pelo próprio movimento dos veículos sob os trilhos de alumínio”, afirma a prefeitura. Os veículos serão leves e pesarão apenas 200 kg cada, e poderão transportar dois passageiros por vagão. Mas, segundo Sanders, poderão transportar até 11 mil pessoas por hora. Os passageiros que entram nos bondinhos podem apertar um botão indicando em qual estação querem parar, como em um elevador. O presidente de Israel, Shimon Peres, já pediu que a empresa prepare planos para ampliar a rede aérea para as periferias de Israel, chegando até Eilat, no sul do país. “O sistema tem características de uma espécie de Internet física”, explica Senders, “uma rede ilimitada de linhas aéreas, que poderá, inclusive, ter estações dentro de edifícios e sobre os prédios”.

http://www.alefnews.com.br/

Em tempo: com ações nas bolsas de Nova York e Toronto, Thomson Reuters adquire empresa criada, desenvolvida, e com sede em Juiz de Fora

Thomson Reuters Expande Sua Presença no Brasil com Aquisição no Mercado de Software Jurídico

Novaprolink é adquirida pela Thomson Reuters

São Paulo, Brasil, 27 de setembro de 2012 — A Thomson Reuters, líder mundial no fornecimento de informação inteligente para empresas e profissionais, anunciou hoje a aquisição da Novaprolink, um negócio de soluções de software com sede em Juiz de Fora, MG, Brasil. Os termos da transação não foram revelados.A Novaprolink – fundada em 1993 – é um respeitado desenvolvedor de soluções de software jurídico para escritórios de advocacia, bem como de informação legal e de tecnologias inovadoras de workflow.

A Thomson Reuters, por intermédio dos negócios Revista dos Tribunais e Tedesco, já possui presença estabelecida no mercado jurídico brasileiro. Com a aquisição da Novaprolink, a Thomson Reuters amplia sua oferta de software jurídico para escritórios de advocacia no Brasil, ampliando sua atuação como o provedor líder de informação e software jurídicos no País.

“A aquisição da Novaprolink aprimora o valor de nossas ofertas e nos permite atender melhor as necessidades dos clientes. A incorporação melhora, particularmente, nossa atuação no setor jurídico brasileiro, já que a Novaprolink é um provedor líder de soluções de software para escritórios de advocacia que complementa nossa oferta da Tedesco aos departamentos jurídicos de corporações,” disse Gonzalo Lissarrague, Managing Director da Thomson Reuters para América Latina e Iberia.

E acrescenta: “A Thomson Reuters tem uma operação bastante estabelecida no Brasil. Em 2010, ampliou significativamente sua atuação na área jurídica por meio da aquisição de alguns dos nomes mais confiáveis no mercado jurídico – Revista dos Tribunais e Tedesco – e está entusiasmada por expandir sua presença no País com a aquisição da Novaprolink. A Thomson Reuters também possui operações muito relevantes em outros dois mercados. Na área de Tax & Accounting, adquiriu no último ano empresas importantes que atendem o mercado fiscal e contábil, entre eles a Mastersaf, o primeiro provedor brasileiro de soluções de software para compromissos fiscais para empresas; e a Fiscosoft, provedor líder de informação online sobre impostos e contabilidade. E, na área de Financial & Risk, a empresa recentemente lançou no Brasil o Eikon Thomson Reuters, o terminal de informações financeiras da empresa. Além disso, a Thomson Reuters tem, há muitos anos, uma importante presença no Brasil por meio da divisão Reuters News”.

Thomson Reuters

A Thomson Reuters é líder mundial em informação inteligente para negócios e profissionais. Combinamos o conhecimento do segmento com tecnologia inovadora para oferecer informação essencial aos líderes tomadores de decisão nos mercados financeiro e de risco, jurídico, fiscal e contábil, de propriedade intelectual e de ciência e mídia, respaldada pela organização de notícias mais confiável do mundo. Com sede em Nova York e operações de grande porte em Londres e em Eagan, Minnesota, a empresa emprega 60.500 pessoas e opera em mais de 100 países, com ações na bolsa de Toronto e de Nova York (símbolo: TRI). Para mais informações, acesse www.thomsonreuters.com

Contato para a imprensa
Luciana Leite
Public Relations, América Latina
Thomson Reuters
Telefone (+55) 11 2159-0519
Celular (+55) 11 9 8578-5413 ou 9 9149-4950
luciana.leite@thomsonreuters.com

A “Disneylândia” da Web: Google abre portas virtuais a seus sigilosos centros de dados; veja

Central de dados do Google em Mayes County, no estado americano de Oklahoma

Notícia completa:

http://www1.folha.uol.com.br/tec/1170521-google-abre-portas-virtuais-a-seus-sigilosos-centros-de-dados-veja.shtml